sexta-feira, 8 de abril de 2011

7 Maravilhas da Gastronomia


Maravilhas da Gastronomia Categorias

As 21 candidatas a Maravilhas da Gastronomia serão organizadas em 7 categorias, 3 finalistas por categoria e os 7 vencedores serão apurados pelo maior número de votos.

Entradas:
É a comida leve que se serve antes do prato principal de uma refeição e tem a função de preparar o paladar para os pratos que constituem a refeição principal. Serão considerados todos os petiscos, incluindo enchidos, ensacados e presuntos, azeitonas, pastas de barrar, saladas, pão, broas, folares e queijos.

Sopa:
Indispensável numa refeição portuguesa, pelo seu toque aconchegante, a sopa é um prato que pode ser tão variado quanto a região em que se insere, podendo em alguns locais do país substituir o prato principal. A sopa é tradicionalmente confecionada com legumes, mas pode incluir outros ingredientes como pão, arroz, massa, leguminosas secas, carnes, peixe e mariscos.

Marisco:
O marisco leva à mesa a frescura do mar. Sapateiras, lagostas, camarões, percebes, cracas, amêijoas e outras, entre outros elementos extraídos do mar que não sejam considerados peixes, são habituais entre o marisco encontrado na Gastronomia Portuguesa.

Peixe:
Os pratos de peixe que compõem o receituário português são fator de reconhecimento em todo o mundo, pelas características únicas que as nossas águas conferem ao peixe e pela nossa forma de o preparar. O peixe encontrado na mesa portuguesa pode ser de água doce ou salgada, cozinhado no forno, estufado, cozido ou grelhado.

Carne:
Os verdejantes pastos nacionais e o cuidado dos criadores portugueses garantem a qualidade das carnes de pequenos e grandes ruminantes, de porcos, coelhos e aves, sobretudo dos obtidos em regimes extensivos ou semi-extensivos.

Caça:
A carne de caça é utilizada em alguns dos mais saborosos pratos portugueses. Com uma grande variedade de espécies, que predominam na paisagem mediterrânica ou na montanha e que primam pela sua qualidade, a carne de caça na cozinha nacional deu lugar a alguns dos melhores pratos em várias regiões do país.

Doces:
Pastelaria, doçaria conventual, frutas de características únicas, frutos secos ou secados, mel, gelados artesanais. Estas e muitas outras opções regalaram já muitas gerações e contribuíram para finalizar muito bem uma boa refeição.



Critérios de Avaliação

Entende-se por Gastronomia Nacional o receituário tradicional português - assente em matérias-primas utilizadas a nível nacional, regional ou local, bem como em produtos agro-alimentares produzidos em Portugal - que revele interesse histórico, etnográfico, social ou técnico, evidenciando valores de memória, antiguidade, autenticidade, singularidade ou exemplaridade.


Os seguintes critérios deverão ser considerados na análise do receituário a concurso:

1) receituário genuíno e integrante dos valores tradicionais portugueses;


2) com, pelo menos, mais de 50 anos de história (< 1960), pelo enraizamento na cultura e na tradição portuguesa;

3) tradição ativa de ser confecionada em território nacional;

4) produzido com matérias-primas utilizadas ao nível nacional, regional ou local, bem como em produtos agro-alimentares produzidos em Portugal;

5) constituam uma referência nos hábitos alimentares de uma ou mais regiões;

6) sejam uma afirmação cultural e económica de uma ou mais regiões ou constituam um suporte da biodiversidade da região;

7) representem a diversidade regional enquanto fator de enriquecimento da gastronomia.



Sistema de Eleição


1ª Fase - Nomeações

7 de Fevereiro a 27 de Março 2011

Entre 7 de Fevereiro e 27 de Março de 2011 a organização vai abrir uma fase de candidaturas (no site oficial www.7maravilhas.pt) em que qualquer entidade pública, privada ou indivíduo pode nomear pratos a considerar no processo de eleição.

7 a 20 Março de 2011

Este ano a organização vai envolver ainda mais o público, incentivando à participação no levantamento de todos os pratos. Todos vão poder apresentar sugestões a integrar nas diferentes categorias.


2ª Fase - Seleção de 70 Pré-finalistas


7 de Abril de 2011 Após a apresentação da lista longa de todas as candidaturas, organizadas por 7 categorias e 10 regiões de Portugal, inicia-se a votação por parte de 70 Especialistas para a selecção das 70 Pré-Finalistas. Desta votação, serão apurados os 10 pratos mais votados por categoria e não podem ser eleitos mais do que três candidatos por região em cada categoria. No total das 70 pré-finalistas, terá que estar presente o mínimo de 1 candidata por cada uma das 10 regiões. A votação é realizada no site oficial e auditada pela PwC. As 70 pré-finalistas são conhecidas a 7 de Abril.


3ª Fase - Seleção de 21 Finalistas

7 de Maio de 2011

Para chegar a uma short list de 21 Finalistas, um painel de 21 personalidades notáveis do nosso país, representantes das várias áreas da sociedade, vai apurar os três pratos mais votados por categoria. A representatividade geográfica é assegurada pela presença no mínimo de uma finalista por região no total das 21 finalistas. A votação é realizada no site oficial e auditada pela PwC.

As 21 finalistas são conhecidas a 7 de Maio, data em que se inicia a votação pública no site oficial, sms, telechamada e facebook.

4ª Fase: Eleição das "7 Maravilhas da Gastronomia®"

7 de Maio a 7 de Setembro de 2011.

As 21 Finalistas são apresentadas a 7 de Maio de 2011 e tem início a votação pública por SMS, chamada telefónica, internet (www.7maravilhas.pt) e Facebook. A votação decorre até 7 de Setembro e os 7 vencedores são revelados a 10 de Setembro, numa cerimónia única, a transmitir em direto a partir de Santarém pela RTP.


Lista das 70 Receitas Pré-finalistas


Entradas



  • Alheira de Mirandela (IG) (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Bôla de Lamego (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Bolo do Caco (Madeira)

  • Espargos com Ovos (Beira Interior)

  • Lapas da Madeira (Madeira)

  • Muxama de Atum (Algarve)

  • Pastel de Bacalhau (Lisboa e Setúbal)

  • Pezinhos de Coentrada (Alentejo)

  • Presunto de Barrancos - (DOP Alentejo)

  • Queijo Serra da Estrela - (DOP Beira Litoral)

Sopas



  • Açorda à Alentejana (Alentejo)

  • Caldo de Cascas (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Caldo Verde (Entre Douro e Minho)

  • Canja de Borrego (Beira Interior)

  • Caspacho com Carapaus Fritos (Alentejo)

  • Sopa da Pedra (Estremadura e Ribatejo)

  • Sopa de Cação (Alentejo)

  • Sopa de Castanhas (Madeira)

  • Sopa de Peixe da Figueira (Beira Litoral)

  • Sopas do Espírito Santo (Açores)

Peixe



  • Açorda de Bacalhau (Alentejo)

  • Açorda de Sável (Lisboa e Setúbal)

  • Arroz de Lampreia (Entre Douro e Minho)

  • Arroz de Lingueirão (Algarve)

  • Bacalhau à Braz (Lisboa e Setúbal)

  • Bacalhau à Gomes de Sá (Entre Douro e Minho)

  • Bacalhau à Zé do Pipo (Entre Douro e Minho)

  • Bife de Atum à Madeirense (Madeira)

  • Polvo Assado no Forno (Açores)

  • Sardinha Assada (Lisboa e Setúbal)

Marisco



  • Amêijoas à Bulhão Pato (Lisboa e Setúbal)

  • Arroz de Marisco (Estremadura e Ribatejo)

  • Camarão da Costa da Figueira (Beira Litoral)

  • Cavaco Cozido com Molho Verde (Açores)

  • Cracas Cozidas (Açores)

  • Lapas Grelhadas dos Açores (Açores)

  • Mariscada de Sesimbra (Lisboa e Setúbal)

  • Ostras do Sado (Lisboa e Setúbal)

  • Percebes de Aljezur (Algarve)

  • Xarém com Conquilhas (Algarve)

Carne



  • Alcatra da Ilha Terceira (Açores)

  • Alheira de Mirandela (IG) com grelos salteados (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Chanfana (Beira Litoral)

  • Cozido à Portuguesa (Lisboa e Setúbal)

  • Cozido das Furnas (Açores)

  • Espetada de carne de vaca em espeto de pau de louro (Madeira)

  • Leitão da Bairrada (Beira Litoral)

  • Migas Alentejanas (Alentejo)

  • Posta Mirandesa (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Tripas à Moda do Porto (Entre Douro e Minho)


Caça



  • Arroz de pombo bravo com hortelã (Alentejo)

  • Coelho à Caçador (Beira Litoral)

  • Coelho do Porto Santo à Caçador (Madeira)

  • Empada de Coelho Bravo com Arroz de Pinhão e Passas (Alentejo)

  • Feijoada de Javali (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Javali no Pote com Castanhas (Trás-os-Montes e Alto Douro)

  • Perdiz à Algarvia (Algarve)

  • Perdiz à Caçador (Madeira)

  • Perdiz de Escabeche de Alpedrinha (Beira Interior)
  • Tordos Fritos ou Fritada dos Passarinheiros (Trás-os-Montes e Alto Douro)


  • Doces



    • Ananás dos Açores - (DOP Açores) Bolo de Mel (Madeira)



      • Dom Rodrigo (Algarve) Encharcada do Convento de Santa Clara (Alentejo)
      • Ovos Moles de Aveiro - (IGP Beira Litoral)
      • Pão de Rala (Alentejo)
      • Pastéis de Tentúgal (IG Beira Litoral)
      • Pastel de Belém (Lisboa e Setúbal)
      • Pudim Abade de Priscos (Entre Douro e Minho)
      • Sericaia / Cericaia /Sericá (Alentejo)

      1 comentário:

      ♥MARIA♥ disse...

      Olá!
      Gostei do teu cantinho!!!
      Quando e se poderes faz uma visitinha no meu!
      Um beijo:))